Fim do namoro

Namoro e as experiências anteriores

Através de nossas experiências podemos estabelecer conceitos para aquilo que desejamos como plano de vida para o futuro. Dessa maneira, para aquelas pessoas que buscam viver um relacionamento duradouro, há necessidade de começarem a sair da superficialidade da intuição, de uma fantasia dos contos de fadas Continuar a ler

Recomeçar um relacionamento

Algumas pessoas vêm de casamento falidos, ou de muitos namoros que não progrediram. Para outras, o medo de se relacionar é uma barreira, pois na própria vivencia de namoro, suas experiências foram sempre curtas, ou talvez o modelo de relacionamento o qual se viveu acabaram sendo traumáticas.
Dos muitos relacionamentos falidos, poderíamos mencionar como causa os problemas mal resolvidos ou as escolhas precipitadas sem ao menos conhecer a pessoa, entre outras. Continuar a ler

Os tempos difíceis dentro de um relacionamento

As fases de um relacionamento compreendem também aqueles momentos em que os interesses podem bifurcar.
Nessa ocasião, será muito importante avaliar se vale a pena permanecer ou investir no relacionamento, especialmente, se percebemos não haver disposição da outra pessoa, para adequação ou mudanças Continuar a ler

Namoro, tempo de atenção

A gente sabe que alguns casais, depois de viver por anos um namoro, embora insatisfeitos com o relacionamento, dizem estar acostumados com o outro. Mesmo assim, há quem ainda continue a apostar no relacionamento, mesmo percebendo que seus projetos estão longe de realizar em conjunto com o (a) namorado (a).
Não há nada mais frustrante para alguém perceber que, depois de anos de convivência, o seu relacionamento em nada progrediu. É de conhecimento de todos que para alguma coisa desenvolver, precisamos tratá-la com prioridades. Continuar a ler

Os cuidados ao reatar um relacionamento

Antes de reviver o relacionamento de “segunda-mão”, algumas precauções devem ser consideradas. Pois, muitas vezes, as vantagens, facilidades, intimidades ou até mesmo o conforto proporcionado pelo relacionamento vivido podem ser os motivos que o (a) levaram a querer retomá-lo, e não o sentimento e o compromisso de querer construir alguma coisa duradoura. Continuar a ler